22.4.13

Bruno Matheus dá show em San Diego e fica entre os 20 melhores do mundo


O triatleta Bruno Matheus, membro da Seleção Brasileira, completou a etapa do World Triathlon Series (WTS), na 19ª colocação. Ele foi brasileiro mais bem colocado na competição, que reuniu os melhores triatletas do mundo. Bruno terminou o percurso olímpico (1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida) em 1h49min35s . A competição aconteceu no último sábado, 20, em San Diego, nos Estados Unidos.

Focado nos treinamentos, para iniciar nas etapas do mundial com excelentes resultados, Bruno Matheus fez o prometido. “Dei o melhor, mas ainda não estou satisfeito com a minha natação, quero aperfeiçoar para poder sair melhor para pedalar”. O atleta diz também que a baixa temperatura da água, 18ºC, não atrapalhou e que estava ideal para a prática da natação.

Bruno destaca que a segunda etapa da competição, o ciclismo, foi intenso. “Foi um pedal duro, principalmente por eu ter saído um pouco atrás da água, mas consegui me encaixar ao primeiro grupo e fazer um bom ciclismo”. E mesmo depois de fazer muita força, o triatleta brasileiro conta que conseguiu melhorar seu tempo na corrida. “Fiz 31min44, meu melhor tempo em um prova de triathlon, desde que comecei a praticar a modalidade, em 2001”.
 Bruno destaca que fez o melhor que pode, durante toda a etapa. “Foi o meu melhor resultado em WTS. Estou satisfeito, apesar de saber que é apenas o começo e há muito trabalho pela frente para a conquista da vaga olímpica”.
 Bruno Matheus é integrante da equipe francesa Poissy e tem o patrocínio da Flets, parcerias do Exército Brasileiro e da CBTri e apoio Bike Shop Santos.

Texto Simone Pustiglione  - Classi Imprensa e Comunicação
Foto: Juliano Teruel e Pâmella Oliveira


16.4.13

Bruno Matheus desembarca em San Diego depois de temporada no Brasil


Depois de passar pouco mais de 15 dias no Brasil, alternando a rotina entre treinos e competição, chegou a hora do triatleta da Seleção Brasileira, Bruno Matheus, viajar o mundo em busca de pontos importantes para a conquista da tão sonhada vaga olímpica. E seu primeiro destino é San Diego, nos Estados Unidos, onde desembarcou nessa segunda-feira. O atleta participará da segunda etapa do World Triathlon Series, no próximo dia 20. A prova será nas distâncias olímpicas, ou seja, 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10 km de corrida.


Bruno chegou a Brasília no final do mês de março, onde passou por fortes treinamentos para encarar o público brasileiro na Copa  Pan-Americana de Triathlon, realizada em João Pessoa (PB). Depois da competição, ele retornou a Brasília, junto com Pâmella Oliveira, também integrante da Seleção Brasileira, e passaram por baterias específicas de treinamento para a WTS.

“Ficamos alojados no Colégio Militar e fomos acolhidos com uma estrutura espetacular, com piscina, pista de atletismo, transporte, sala de musculação e refeitório. E durante esse período, sob supervisão do Cel Marco Antônio La Porta”, explica Bruno que é sargento do Exército Brasileiro.  La Porta conta que os treinos diários envolviam natação, ciclismo e corrida. “Eram treinos pesados, intercalados com trabalhos de força e massagem regenerativa”.

Bruno Matheus é integrante da equipe francesa Poissy e tem o patrocínio da Flets, parcerias do Exército Brasileiro e da CBTri e apoio Bike Shop Santos.

Texto Simone Pustiglione  - Classi Imprensa e Comunicação
Foto: MundoTri

13.4.13

LOUCO OU HERÓI?


Imagine o desafio de atravessar os EUA, desde a costa Oeste até a costa Leste? São 5000km, ou seja, aproximadamente 1500km a mais do que um Grand Tour (de France, da Itália, da Espanha), com um prazo máximo de pouco menos de 12 dias (11d23h) para completar a prova, ou seja, metade do tempo que dura uma grande volta ciclística. A proposta soa como maluquice para qualquer ser humano normal e aí é que entra o ultraciclista Claudio Clarindo, um atleta fora do comum. Natural de Santos, SP, Claudio começou no esporte como nadador e passou pelo triathlon, participando de 8 Ironman, até se tornar o melhor ultraciclista da América do Sul e um dos poucos no mundo a completar a RAAM 4 vezes. Clarindo afirma que para conseguir tal feito é preciso ter muito mais cabeça do que forma física. “Evidente que sem treino não se chega nem na metade, mas é a persistência e força de vontade que te fazem cruzar a linha de chegada.” 



Pedalar quase que ininterruptamente, por 10 dias consecutivos, dia e noite, enfrentando tempestades, calor escorchante, frio intenso, ar seco, ar úmido, tormentas de vento, condições variadas das estradas e imagine se não, tubos e tubos de pomada para suportar as assaduras, exige tenacidade do atleta e um equipamento perfeito para concluir a grandiosa missão. Nos planaltos, caminhos rolados e situações com muito vento, a bike escolhida era a VENGE. Já nas montanhas, subindo ou descendo, a eficiência e a estabilidade da ROUBAIX asseguravam a transposição suave dos obstáculos naturais. Veja só alguns dados das travessias de Clarindo, que duraram em média um pouco menos de 11 dias: 


- 8000 calorias/dia
- 22 horas pedalando/2 horas dormindo
- Ascensão acumulada – aproximadamente 35.000 metros
- Variações de temperatura de 40º C
- Variações de altitude de -50 a 3000 metros



Das quatro participações no evento, Cláudio estabeleceu o recorde sul americano, de 10 dias e 15 horas, tornando-se elegível para participar do evento sem necessidade de competir em nenhuma prova classificatória. Esse resultado, o colocou entre os 10 melhores ultraciclistas do mundo, e Clarindo confessa que gostaria de melhorar essa marca no futuro. Mas antes disso vai dar um tempo em 2013 e correr “apenas” alguns Audax (provas de longa distancia de 1 a 2 dias) por aqui e quem sabe uma prova de 800km nos EUA, chamada Furnace Creek, para em 2014 ir atrás do seu objetivo maior. Já tem um estímulo, oferecido pelo diretor de prova da RAAM – se você completar mais uma, entra para o Hall da Fama do evento e certamente, para a história do ciclismo latino americano.

Clarindo e Mike Sinyard (Specialized´s CEO) celebram o encontro na Bahia.

Conheça mais sobre o atleta em cclarindo.blogspot.com.br
Texto e fotos: www.specialized.com

8.4.13

Bruno Matheus conquista bronze no Brasil


 Sob um sol escaldante e uma temperatura que beirava 40 graus, o triatleta Bruno Matheus conquistou mais um pódio. E dessa vez com gosto especial, em terras brasileiras, durante a Copa Pan-Americana de Triathlon, realizada domingo (7) na praia do Cabo Branco, em João Pessoa (PB). Bruno nadou 1,5km, pedalou 40km e finalizou com uma corrida de 10km, em 2h01min40s e conquistou a medalha de bronze.

 Bruno Matheus foi o primeiro atleta a completar o percurso da natação, fez uma bela transição e saiu para pedalar com uma pequena vantagem sobre os adversários. Durante todo percurso do ciclismo, o atleta que vem de um inverno europeu, se manteve na frente.
 A segunda transição, agora para a corrida, também foi muito rápida. “Cheguei junto com o Danilo Pimentel, mas consegui fazer uma transição enxuta e sai para correr na frente. Infelizmente não me mantive na liderança por muito tempo. Estava muito quente, pensei até em desistir”, relata Bruno que foi o terceiro atleta a cruzar a linha de chegada.

O atleta explica ainda que estava esperando um clima quente, uma prova técnica e difícil. “O nível da competição estava altíssimo, os melhores atletas estavam aqui, mas eu sabia que o calor seria um grande adversário. Consegui fazer uma prova boa, ousada e arrisquei, mas senti muita dificuldade na corrida”, diz Bruno que ficou feliz com o resultado. “Foi uma bela prova. A Federação Paraibana, e o presidente Márcio Córdula, estão de parabéns por toda estrutura montada, apoio aos atletas e envolvidos no evento. É a terceira vez que participo de uma competição aqui e sempre saio satisfeito”, completa. 
ESPECIAL – A medalha de bronze de Bruno Matheus foi especial, tudo porque  ele pode competir com torcida. Seus pais e um amigo vieram de Santos para matar a saudade e torcer pelo triatleta. “Além do ótimo resultado, pude ganhar força dos meus pais, que vieram me prestigiar. Isso para mim foi mais que especial, foi essencial”, conta Bruno. 
A próxima competição de Bruno Matheus será a segunda etapa da WTS em San Diego, nos Estados Unidos, no dia 21 de abril. 
Bruno Matheus é integrante da equipe francesa Poissy e tem o patrocínio da Flets, parcerias do Exército Brasileiro e da CBTri e apoio Bike Shop Santos. 
Texto e Fotos:  Simone Pustiglione  - Classi Imprensa e Comunicação

1.4.13

Bruno Matheus em busca de pódio no Brasil


Depois de alcançar bons resultados em Portugal, chegou a vez de Bruno Matheus conquistar um pódio em seu país. Isso porque no próximo final de semana, o triatleta estará em João Pessoa (PB), competindo com os melhores atletas do mundo, na Copa Pan-Americana de Triathlon. A competição será nas distâncias olímpicas, ou seja, 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10 km de corrida.

O triatleta santista, que integra a seleção brasileira está se sentindo bem e preparado para a disputa. “Depois de dois anos, consegui fazer treinos contínuos e a sequencia de treinamento é um dos pilares do sucesso no esporte. Por isso, busco pódio”, explica Bruno que há sete anos não compete em João Pessoa. “Estava vendo alguns vídeos da prova do ano passado, e caso seja igual, teremos uma subida na bike então a estratégia é ser cauteloso, mesmo porque o calor é predominante nessa região e estou saindo do inverno europeu”.

Para não sentir tantas dificuldades com relação ao clima, Bruno Matheus chega ao Brasil nessa segunda-feira, 01. “Para não ficar tão despreparado tenho feito saunas, assim o organismo sente o calor, mas ficarei em Brasília para uma rápida aclimatação e depois embarco para João Pessoa”. Finaliza Bruno.

Bruno Matheus é integrante da equipe francesa Poissy e tem o patrocínio da Flets, parcerias do Exército Brasileiro e da CBTri e apoio Bike Shop Santos.

Texto:  Simone Pustiglione  - Classi Imprensa e Comunicação
Fotos: Vitor Bastos