14.8.12

Os quatro anos de preparação e dedicação de Bruno Matheus


O objetivo de todo atleta é chegar aos Jogos Olímpicos. A meta de Bruno Matheus não é diferente.  Infelizmente após muito treino e devoção ao triathlon, Bruno não pôde representar o Brasil em Londres, mas tem o sonho de fazer bonito e conquistar uma medalha em 2016.
Sonho esse que começou em 2009. No começo do ano Bruno foi contratado para defender o Esporte Clube Pinheiros. Logo depois, com  belos resultados nas provas nacionais, disputadas em 2008, veio a  convocação para a Seleção Brasileira de Triathlon, na categoria principal. No começo de 2010, o triatleta começou a viajar e participar de provas do Circuito Mundial, e com isso, sua pontuação para a conquista da vaga olímpica começou a contar e teve oportunidade de participar da abertura do ranking olímpico em junho desse ano.
Em 2011 as coisas mudaram completamente, Bruno mergulhou de cabeça no Circuito Mundial de Triathlon.  “Ingressei no Projeto Rio Maior 2016, comecei a treinar e morar em Portugal e  defendendo  a bandeira do E.C.Pinheiros. Conquistei a medalha de prata por equipes nos Jogos Mundiais Militares e a vaga para os Jogos Pan-Americanos em Guadalajara no México. Mas foi um ano de baixas também. Tive a primeira grave lesão na minha carreira como esportista. Uma fratura na tíbia direita. Foram 70 dias sem correr, isso me prejudicou”, explica Bruno.
Nos Jogos Pan-Americanos, mesmo com o pneu furado na última volta de ciclismo, o triatleta santista completou a prova em 14º colocado.
Com muitas provas da classificação olímpica perdidas, devido a lesão, Bruno iniciou o ano  de 2012 em desvantagem no ranking. Precisava lutar por muitos pontos nas etapas do Circuito Mundial. Era um ano decisivo, reta final para os Jogos Olímpicos. Mas infelizmente sofreu outra lesão. Desta vez não tão grave, mas igual a do ano interior, uma fratura na tíbia, agora, esquerda.


“Logo percebemos que era o mesmo problema, igual a lesão de 2011, mas não deixamos que ficasse tão ruim. Ano passado demoramos para descobrir o que era, porque no raio-x não aparecia  nada, pois era uma fratura interna do osso. Infelizmente, não classifiquei para os Jogos Olímpicos de Londres. Cheguei perto, mas me faltou tempo para treinar e me preparar melhor para as provas que foram perdidas tratando das lesões”, destaca Bruno.
Com a evolução obtida e pela pouca idade de Bruno Matheus, ele foi convidado a participar do Projeto Vivência Olímpica, organizado pelo COB, no qual levou 16 atletas de diversas modalidades com chances da classificação aos Jogos Olímpicos do Rio 2016, para vivenciar o clima Olímpico e ‘quebrar o gelo’ de estar em uma Olímpiada.
Conclusão, o triatleta diz que passou por um ciclo bom, com altos e baixos.
“Mas um ciclo de muita experiência, adaptação e muito aprendizado. Lutei do começo ao fim. Cheguei perto, muito perto de estar largando em Londres. Mas após tudo isso, me sinto mais forte e preparado para um novo ciclo Olímpico. Meus objetivos foram alcançados. Todos os passos foram dados. Evolui nas três modalidades, natação, ciclismo e corrida. Me tornei mais combatível nas provas do Circuito Mundial e por fim, tive a vivência das olimpíadas. Tenho muito a agradecer a todos que estiveram comigo neste ciclo, ao E.C.Pinheiros que investiu desde o começo do ciclo, vendo em mim potencial para as Olímpiadas, a CBTri pelo ótimo projeto montado e todo investimento feito neste dois últimos anos, ao Exército que também me deu muito apoio e me deu grandes experiências com seus estágios e competições. Ao meu patrocinador, FLETS, que em 2012 fizemos 5 anos de parceria. E ao apoio da bicicletaria Bike Shop Santos, que com seus grandes funcionários, me serviram com ótimos serviços. Como ferramenta fundamental, meus técnicos Luiz Gandolfo e Sérgio Santos, que me ensinaram muito e souberem dizer palavras motivacionais para cada momento que passei. Família e amigos, isso nem é preciso dizer. Mesmo com a distância nesses últimos anos, só fizeram enxergar o quanto são importantes e fazem a diferença em minha vida”, agradece Bruno Matheus.
Bruno Matheus é da equipe do E.C.Pinheiros, com o patrocínio da Flets, parcerias do Exército Brasileiro e da CBTri e apoio Bike Shop Santos.
Texto: Assessoria de Imprensa
Foto: Arquivo Pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário